Corpo de Bombeiros apoia a tradicional Procissão de São Pedro

PROSSIÇÃO 2013 1Na manhã deste sábado (29), o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, coronel João Vanderley Costa Pereira esteve coordenando, pessoalmente, o trabalho do Corpo de Bombeiros no apoio a Capitania dos Portos durante a tradicional procissão marítima de São Pedro, considerada um dos pontos altos do festejo.

 

“Essa festa é uma das mais tradicionais no calendário da Igreja Católica, e como acontece há vários anos, o Corpo de Bombeiros não poderia deixar de estar presente em um evento tão grandioso como esse”, disse o coronel Vanderley.

PROSSIÇÃO 2013 1

Na oportunidade, o comandante geral permitiu que dezenas de fieis acompanhassem o cortejo no barco Serra Grande. A procissão saiu do Porto do Jenipapeiro, por volta das 10h40, acompanhada de dezoito oficiais da Capitania dos Portos do Maranhão (CPM), que fizeram a segurança da procissão em quatro embarcações.

Cerca de trinta embarcações participaram do cortejo, que saiu do Jenipapeiro, seguindo pela Ponta d’Areia, Barragem do Bacanga e, por fim, chegando à rampa Campos Melo, no cais da Praia Grande.

PROSSIÇÃO 2013 3

Algumas esperaram depois da Ponte José Sarney (Ponte São Francisco). Recomendações como o uso de coletes salva-vidas, a proibição de bebidas alcoólicas dentro das embarcações, proibição do uso de fogos de artifício e atenção ao excesso de passageiros, foram fiscalizadas pela COM e pelo Corpo de Bombeiros.

Antes da procissão, a Capitania inaugurou o Oratório de São Pedro e Nossa Senhora dos Navegantes, com a benção do padre Hélio de Jesus, da Paróquia de São Pantaleão. A Marinha prestou sua homenagem a São Pedro com a presença de oficiais antes e durante a procissão.

PROSSIÇÃO 2013 4

“Há algum tempo a procissão não saia do nosso porto. É uma honra receber a imagem do santo e compartilhar desse momento com os fiéis”, pontuou o Capitão dos Portos do Maranhão e Capitão-de-Mar-e-Guerra (CGM) da Marinha, Jair dos Santos Oliveira. O Almirante da Marinha, Ademir Sobrinho, se mostrou emocionado ao ver os fieis na embarcação. “Toda vez que um barco vai para o mar tem que ir com esperança e fé. São Pedro é um desses símbolos que protege esses homens no mar”, disse o Almirante.

PROSSIÇÃO 2013 2

 

Durante a tarde, a partir das 16h, aconteceu também a procissão terrestre, com concentração na Capela de São Pedro culminando na Missa Campal, no largo da Igreja.