Bombeiros do Maranhão reforçam missão de ajuda Humanitária em Moçambique

Após a passagem destruidora do ciclone ‘Idai’ pelo sudeste da África, no dia 14 de março, bombeiros vindos de todo o mundo foram mobilizados para missão de ajuda humanitária aos países mais afetados daquela região.

Além do rastro de destruição, o ciclone ainda causou muitas enchentes que mataram centenas de pessoas e deixaram milhões sem água potável, moradias, saneamento e outros serviços básicos. Estradas, pontes e serviços de comunicação foram interrompidos, deixando grandes áreas completamente isoladas, dificultando bastante os trabalhos de resgate e auxílio aos afetados.

No dia 29 de março, dois bombeiros do Maranhão integraram uma equipe de 40 militares da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) na missão Brasileira destinada à Moçambique. O tenente Luíz Paulo Rodrigues e o Subtenente Adelson Vales Santos do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão foram encaminhados até a província de Sofala na cidade de Beira, onde atuaram na montagem de abrigos, na desobstrução de estradas, na distribuição de alimentos e na construção de pontes.

No dia 26 de abril, a região foi atingida por mais um fenômeno natural, desta vez o ciclone Kenneth atingiu Moçambique e deixou outras milhares de pessoas desabrigadas no país. Os militares foram redirecionados até a província de Cabo Delgado, na cidade de Pemba, onde desempenharam serviços de resgates as pessoas atingidas.

“Em resposta aos atingidos pelo ciclone Kenneth, atuamos em buscas e salvamentos com emprego de viaturas especiais e botes infláveis. Alguns lugares estavam isolados, nossa prioridade foi retirar as pessoas e conduzi-las para área segura e com acesso a mantimentos”, comentou o tenente Luiz Paulo.

Obedecendo aos protocolos de segurança em operações desse porte, os militares estão sendo substituídos. Após autorização do secretário de Segurança Pública, Dr. Jefferson Portela, no dia 04 de maio mais quatro bombeiros maranhenses embarcaram rumo à Moçambique. O capitão Claudionor Ribeiro, o subtenente  Jorge Henrique Souza, o sargento Carlos Alberto e o sargento Alan Fredson Farias, que já estavam à disposição da FNSP, passarão a representar o CBMMA em mais uma missão internacional e de grande importância humanitária.

“Agradeço em primeiro lugar a Deus pela graça de estar pronto para mais uma missão. Também somos muito gratos ao nosso comandante geral, o coronel Célio Roberto, e a todo o Sistema de Segurança Pública, que nos confiou essa desafiadora operação internacional em nome da defesa da vida de milhares de pessoas” comentou o capitão Claudionor.